Home > Botânica > Fisiologia vegetal > Fotossíntese > Maquinaria > Os Fotossistemas  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Os Fotossistemas

 

A fotossíntese acontece em complexos contendo antenas receptoras de luz e centros de reações fotoquímicas, chamadas de fotossistemas. (TAIZ & ZEIGER, 1998)

A porção de energia luminosa absorvida pela clorofila e outros pigmentos é eventualmente estocada como energia química para formar ligações químicas. Esta conversão de energia de uma forma para outra é um complexo processo que depende da cooperação entre um grande número de pigmentos e um grupo de proteínas de transferência de elétrons. A maioria dos pigmentos servem como uma antena, coletando luz e transferindo a energia para os centros de reação. (TAIZ & ZEIGER, 1998)

Os pigmentos que absorvem luz na membrana dos tilacóides estão arranjados em conjuntos ou feixes funcionais chamados de fotossistemas. Nos cloroplastos de espinafre cada fotossistema contém cerca de 200 moléculas de clorofila e cerca de 50 moléculas de carotenóides. Os agregados podem absorver luz em todo o espectro visível, mas especialmente entre 400 e 500nm e entre 600 e 700nm. Todas as moléculas dos pigmentos num fotossistema podem absorver fótons, mas apenas umas poucas podem transduzir a energia luminosa em energia química. (Lehninger, 1995)

Um pigmento transdutor consiste de várias moléculas de clorofila combinadas com um complexo protéico que também contém quinonas fortemente ligadas. Este complexo é também chamado de centro de reação fotoquímica. As outras moléculas de pigmento num fotossistema são também chamadas de moléculas antenas ou captadoras de luz. Elas funcionam na absorção e transmissão da energia luminosa, em velocidade muito alta, para o centro de reação, onde ocorrem as reações fotoquímicas. (Lehninger, 1995)

Próxima >


 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |