Home > Botânica > Taxonomia Vegetal > Reino Plantae > Briófitas > Divisão Bryophyta > Classe Sphagnidae  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Classe Sphagnidae

Também conhecidos como os musgos de turfeiras. Pertencem à Divisão Bryophyta.

O musgo esfagno, do gênero Sphagnum, em ambiente natural.

 

- Apresenta apenas um gênero com aproximadamente 350 espécies: gênero Sphagnum.
- Os caulídios de seus gametófitos produzem tufos de ramos, freqüentemente cinco ramos em cada nó.
- Gametófitos são originados de protonemas talosos em vez de filamentosos, e formam botões em suas margens, originando os gametófitos folhosos.
- Filídios sem costa e adultos não apresentam rizóides.
- Típicos de locais pantanosos, onde são eretos e adquirem consistência túrgida.
- Os filídios são incomuns: apresentam células mortas grandes, rodeadas de células vivas e clorofiladas, menores.
- As células mortas têm grande capacidade de absorção de água (20 x seu peso seco).
- Por isso, foi utilizado para curativos em machucados e furúnculos.
-
São muito usados no mundo inteiro para jardinagem. Acrescenta-se esfagno em vasos, principalmente de orquídeas e outras plantas que necessitam de grande quantidade de umidade, por causa do seu alto poder de retenção de água.

Musgo esfagno sendo utilizado no cultivo de orquídeas para reter umidade junto à planta (este da foto foi comprado já desidratado em uma loja de artigos para jardim).


- A cápsula apresenta dispersão por explosão, liberando uma nuvem de esporos.

O musgo esfagno, do gênero Sphagnum. Observar a presença das cápsulas.

 


 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |