Home > Botânica > Taxonomia Vegetal > Divisão Myxomycota  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Divisão Myxomycota

Fazem parte dos "fungos protistas", ou seja, pertencem ao Reino Protista, mas apresentam alguma semelhança com os fungos verdadeiros.

São seres plasmodiais (que formam plasmódios), pois se unem em uma massa móvel de células, mas sem parede celular. Assim, cada célula não permanece individualizada.

Imagem de um plasmódio de mixomecetos.

 

São diferentes dos seres que formam pseudoplasmodios (os acrasiomecetos, estudados na página anterior). O pseudoplamódio é assim chamado, pois cada indivíduo que compõe a massa de células mantém sua individualidade e não perde sua parede celular.

Imagem de um plasmódio de mixomecetos.

"Os mixomicetos são atualmente classificados separadamente dos fungos, no Reino Protista. É um grupo distinto de organismos que englobam algumas características de amebas e de fungos. Seu corpo de frutificação maduro, chamado de esporângio, produz esporos dentro de uma massa gelatinosa, parecida com limo, chamada plasmódio. O plasmódio se comporta como uma ameba gigante, alimentando-se de bactérias, fungos ou matéria orgânica em decomposição. Quando há falta de alimento, o plasmódio se transforma e produz esporangios. Estes organismos são frequentemente incluídos na literatura sobre fungos, entretanto não são considerados fungos verdadeiros."

Traduzido por Silvia Schaefer, de "A Field Guide to Australian Fungi", de Bruce Fuhrer.

- Grupo com cerca de 500 espécies.
- Em condições favoráveis, vivem como finas massas deslizantes de protoplasma (parte viva da célula – sem parede celular).
- Como não apresentam parede celular, esta massa de células é chamada de plasmódio.
- Alimentam-se por englobamento de bactérias, leveduras, esporos, material de origem animal e vegetal em decomposição.
- O plasmódio pode atingir até 30 gramas e cobrir uma área de vários metros quadrados.
- Apresenta vários núcleos, mas sem divisão por parede celular. Todos os núcleos se dividem ao mesmo tempo.
- Divisão celular normal, com centríolos presentes, diferente dos fungos.
- O crescimento do plasmódio continua enquanto existe alimento suficiente. Quando não há alimento, o plasmódio migra para outro local.
- Quando o movimento cessa, o plasmódio se divide, formando vários montículos do mesmo tamanho. Cada um forma um esporângio, no alto de um pedúnculo. No esporângio ocorre a meiose, formando esporos “n”.
Os esporos germinam originando gametas (n) que após a fecundação, formam zigotos 2n (amebas), que formam, por sua vez, um novo plasmódio.
- Na falta de água, os plasmódios formam os esclerócios, estágio encistado. Encontrados em madeira queimada ou locais sujeitos a seca. Cor amarela ou laranja.

Imagem da forma jovem do mixomiceto Leucocarpus fragilis

 

Imagem da forma madura do mixomiceto Leucocarpus fragilis


- Amebas individuais, em condições desfavoráveis, podem secretar uma fina parede e formar um microcisto.
- Os esporos são muito resistentes, podendo sobreviver em condições desfavoráveis por longos períodos.


 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |