Home > Botânica > Taxonomia Vegetal > Reino Plantae > Plantas vasculares sem sementes > Divisão Sphenophyta  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Divisão Sphenophyta

São as plantas conhecidas como cavalinhas.

Plantação da planta medicinal conhecida como cavalinha, do gênero Equisetum, Divisão Sphenophyta.

 

- Assim como as Lycophyta, esta divisão ocorre desde o período Devoniano (Era Paleozóica). Durante o período Devoniano e Carbonífero, estavam representadas pelas Calamites (árvores de 18 m de altura). Atingiram sua diversidade e abundancia máxima no final da Era Paleozóica (cerca de 300 milhões de anos). Neste momento, surgiram as Equisetites, plantas semelhantes ao atual gênero Equisetum, único gênero atual desta divisão. Equisetum pode ser o gênero de plantas mais antigo sobrevivendo na Terra.
- Comparativo: representantes desta divisão são mais antigos que os dinossauros, que surgiram no Triássico (Era Mesozóica) a 248 milhões de anos.

- As cavalinhas são típicas de locais úmidos, encharcados ou à margem das florestas.
- Apresentam nós e entrenós bem evidentes, de onde partem as pequenas folhas em forma de escamas. Os ramos, quando surgem, são formados de forma alternada com as folhas.

Nós (região escura) e entrenós (ramo verde) da planta cavalinha, do gênero Equisetum. Observar as pequenas folhas em forma de escamas que partem dos nós.


- Os entrenós apresentam estrias rígidas e os caules aéreos partem de rizomas (subterrâneos).

Cavalinha (gênero Equisetum). Observar as estrias dos entrenós.


- São plantas homosporadas e os estróbilos são formados na extremidade do caule. Os anterozóides são multiflagelados e necessitam de água para nadar até a oosfera.

Estróbilos de Equisetum, conhecido popularmente como cavalinha.

É uma planta medicinal:

Suas propriedades adstringentes e diuréticas, auxiliam no tratamento da gonorréia, diarréias, infecções de rins e bexiga, estimulam a consolidação de fraturas ósseas, agem sobre as fibras elásticas das artérias, atuam em casos de inflamação e inchaço da próstata, aceleram o metabolismo cutâneo, estimulam a cicatrização e aumentam a elasticidade de peles secas, sendo indicada ainda para o combate de hemorragias ou cãibras, úlceras gástricas e anemias.

É usada também como hidratante profundo, ajuda a evitar varizes e estrias, limpa a pele, fortalece as unhas, dá brilho aos cabelos, auxilia no tratamento da celulite e também da acne.

Com fins ornamentais é utilizada na composição da flora de lagos decorativos, em áreas brejosas, etc.

 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |