Home > Botânica > Taxonomia Vegetal > Divisão Magnoliophyta > Características gerais > Flor (ovário)  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Gineceu - Flor Magnoliophyta

A parte feminina da flor, o gineceu, pode ser classificado segundo a posição do ovário em relação ao receptáculo e a posição do hipanto em relação ao ovário.

Posição do ovário

Caráter de importância taxonômica, principalmente na classificação das ordens e famílias:
Ínfero (ovário abaixo do plano do receptáculo).
Semi-ínfero (ovário acima do plano do receptáculo, parcialmente envolto por ele, mas sem fusão).
Súpero (ovário acima do plano do receptáculo).

Imagem da estrutura de uma flor de ovário ínfero. Esta mesma flor também é classificada como epígina.

 

Imagem da estrutura de uma flor de ovário semi-ínfero. Esta mesma flor também é classificada como perígina.

 

Imagem da estrutura de uma flor de ovário súpero. Esta mesma flor também é classificada como hipógina.

 

Posição do hipanto

Circundando o ovário, pode existir uma estrutura em forma de taça denominada de hipanto, originária do receptáculo ou então da fusão entre sépalas, pétalas e estames.
- Hipógina (não possui hipanto). Sépalas, pétalas e estames estão abaixo do ovário. Neste caso o ovário é sempre súpero.
- Perígina (apresenta hipanto). Sépalas, pétalas e estames fundem-se, envolvendo o ovário, mas não unindo-se e ele. A inserção das sépalas, pétalas e estames é abaixo do ovário (que é semi-ínfero).
- Epígina (possuem hipanto). Inserção das sépalas, pétalas e estames é acima do ovário (que é ínfero).

Óvulos apresentam dois envoltórios (tegumentos externo e interno).

 

 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |