Home > Botânica > Taxonomia Vegetal > Reino Plantae > Plantas vasculares  
  Botânica
  Fotos
  Manuais
  Especiais
 

Plantas vasculares

As plantas vasculares englobam os grupos genericamente conhecidos como pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.

Exemplos de plantas vasculares: o xaxim (Dicksonia sellowiana), uma pteridófita, o pinheiro (Araucaria angustifolia), uma gimnosperma e a azaléia (Rhododendron simsii), uma angiosperma.

 

Mais precisamente, são plantas vasculares as seguintes divisões: Psilotophyta, Lycophyta, Sphenophyta, Pterophyta, Coniferophyta, Cycadophyta, Ginkgophyta, Gnetophyta, Anthophyta.

O grupo das briófitas é avascular, ou seja, não possuem elementos para condução de seiva. Por este motivo, são plantas de tamanho muito reduzido.

Com o passar do tempo, surgiu um avanço evolutivo importante, que permitiu um aumento de tamanho de algumas plantas. Esse avanço foi o aparecimento de sistemas condutores eficientes, consistindo em xilema e floema. Estes elementos solucionaram o problema de condução de água e alimento através da planta.

Muitos botânicos acreditam que a aquisição da habilidade de sintetizar lignina, incorporada às paredes celulares das células de sustentação e de células condutoras de água, foi um passo fundamental para a evolução das plantas.

As primeiras plantas terrestres possuiam partes aéreas e subterrâneas pouco diferenciadas. Aos poucos, as plantas desenvolveram raízes, que funcionavam na absorção de fixação, e em sistema caulinar, que funcionavam para aquisição de energia da luz do sol, de dióxido de carbono da atmosfera e de água, tornando-se um sistema muito bem adaptado à vida terrestre.

Seguindo a linha evolutiva, surgiram as plantas com sementes. As sementes protegem o embrião durante o processo de dispersão e período de dormência, e depois nutre o esporófito durante o período de germinação e estabelecimento da plântula como indivíduo independente. Assim, as plantas tornaram-se capazes de sobreviver em condições ambientais cada vez mais desfavoráveis.

As plantas vasculares, como dito no início do texto, são divididas em nove divisões. Mas popularmente, são divididas em três grandes grupos:

- Pteridófitas ou samambaias: são plantas vasculares, sem sementes, flores ou frutos. Divisões: Psilotophyta, Lycophyta, Sphenophyta e Pterophyta.

- Gimnospermas ou pinheiros: são plantas vasculares, com sementes reunidas em cones, mas sem frutos. Divisões: Coniferophyta, Cycadophyta, Ginkgophyta e Gnetophyta.

- Angiospermas: são plantas vasculares, com sementes, flores verdadeiras e frutos. Divisão Anthophyta.

Clique nas próximas páginas e navegue pelas informações sobre estes grupos.

 

   Termos de uso | Links | A equipe | Contato | |